segunda-feira, 21 de março de 2011

ALÉM DA NOVELA - QUERO SER CELEBRIDADE

O ano era 1988. As revistas de entretenimento de maior sucesso eram Contigo! e Amiga. Mas elas falavam só de novelas. No Brasil não havia revistas voltadas para a intimidade de celebridades, nem seus escândalos. Era tudo muito tímido e abordagem em nada lembrava o que a Contigo! faz hoje ou a Caras com sua ilha e castelo.

Mas como todo bom artista, Gilberto Braga anteviu o que seria o desejo quase único de todo mundo hoje em dia - ser celebridade e garantir o que previu Andy Warhol - os 15 minutos de fama. Warhol, por exemplo, montou em seu ateliê um verdadeiro arsenal de vigília da intimidade de seus convidados: tinha obsessão em documentar pessoas falando ao telefone, escovando os dentes, olhando para o nada - observa Luís Fernando Carvalho no artigo escrito para a Revista Bravo! n° 163.

Era a pré-história do You Tube e dos reality shows - Big Brother Brasil. O que antes era gueto dos colunistas sociais, virou mania mundial e todo mundo quer ter seu momento de estrela e fazer parte dos cercadinhos VIP's. É a atual alta roda da sociedade.

Gilberto Braga sempre lançou mão desses temas e em Vale Tudo coloca de uma maneira bem próxima ao que suas Darlene e Jaqueline Joy fariam em Celebridade. A mesma novela de 2004 foi, aliás, o que podemos considerar o ápice do tema na obra de Braga. Mas ele não parou por aí e trouxe em sua atual Insensato Coração a carismática Natalie Lamour, com a mesma Debora Secco que fez Darlene. Natalie é ex-participante do reality show Volúpia no Deserto e luta para se manter na vida "artística".

Aldeíde Candeias não conseguiu se tornar famosa por meios normais, então foi à luta. Gravou seu comercial e pagou para que ele fosse exibido na TV. Seria pior se ela tivesse feito como Jaqueline Joy, que aproveitou uma confusão para se tornar famosa como a amante de um empresário que faleceu. Era mentira, mas ela chegou à capa da revista FAMA.


Assista o vídeo que poderá tornar Aldeíde famosa com a frase "Você não me conhece, eu ainda vou incendiar esta cidade"



Por Jean Cândido
jeancandido@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário